Ir para o conteúdo
Português
Home /Telessa√ļde/Como implementar?

Como implementar?

Teleconsulta em tempo diferido de dermatologia

A equipa do¬† CNTS e os CRT – Coordenadores Regionais de Telessa√ļde criaram um¬†Guia r√°pido anexa√ß√£o de imagem na referencia√ß√£o para dermatologia. Para al√©m deste disponibiliza-se ainda um guia r√°pido para auxiliar o modo de realizar uma teleconsulta em tempo diferido.

O Despacho n.¬ļ 6280/2018, publicado no Di√°rio da Rep√ļblica n.¬ļ 123/2018, S√©rie II de 2018-06-28 determina que a referencia√ß√£o para a primeira consulta de especialidade hospitalar de dermato-venereologia, realizada pelos cuidados de sa√ļde prim√°rios do SNS, √© efetuada obrigatoriamente atrav√©s da utiliza√ß√£o de telerrastreio dermatol√≥gico.

Foi publicado, no dia 28 de junho, o despacho que determina que a referencia√ß√£o para a primeira consulta de especialidade hospitalar de dermato-venereologia, realizada pelos cuidados de sa√ļde prim√°rios do Servi√ßo Nacional de Sa√ļde (SNS), ser√° efetuada obrigatoriamente atrav√©s da utiliza√ß√£o de telerrastreio dermatol√≥gico, a partir de 1 de outubro de 2018.

Os Guias r√°pidos¬† para dermatologia s√£o um recurso que auxilia os profissionais de sa√ļde na pr√°tica da telessa√ļde aplicada √† dermatologia.

Guia rápido anexação de imagem na referenciação para dermatologia

Guia r√°pido para a Teleconsulta em tempo diferido da teledermatologia